terça-feira, dezembro 18, 2007

uma balançada de rede
chocolates
coite
ao som de musicas desconhecidas
e sonhos surreais

domingo, novembro 11, 2007

Os 17 são os mais triste.

O mar era pequeno e tinha quatro cantinhos.
Sublime consegui percorrer os quatro cantos do mar,
desesperada atrás de você.
Crianças em minhas costas como as mais sinceras testemunhas
mas não te vi
sempre tive a doce ilusão
de que você não tinha ido
de que se eu procurasse você estaria lá.
hoje é um dia triste
mais um reconhecimento de que você se foi.

quarta-feira, outubro 24, 2007

ler sobre amor livre
amor livre lido
derrubar o estado/família
mas tem que ser um sofrimento?
teoricamente é lido
na prática seria lindo
só que existe uma coisa chamada ciúmes
.......................................................................

nosso amor livre
só existe pra nós
uma coisa em suspenso
presa no ar
de todos o único que é legal
mas só existe quando a gente raramente se vê.

.............................................................................

esse amor livre é livre não é denominado de nada
e só existe pra gente.

..............................................................................................

encontros raros
abraços de mãos
...........................................................................................

terça-feira, outubro 02, 2007

abraços de mão...

segunda-feira, outubro 01, 2007

.......................................................
eu vou fugir por dentro de mim
......................................................
vou embora pra qualquer lugar
.....................................................
qualquer lugar que eu me encontre
............................................................

quinta-feira, setembro 27, 2007

eu quero ir pra uma ilha
onde eu não tenha que ser legal com ninguém
onde eu não tenha que ficar falando oizinho o tempo todo
só quero ficar na minha ilha
escutando minhas músicas de cabeceiras
amigos de cabeceiras
e dá um certo abraço que só uma pessoa acolá sabe dá
horas abraçados
sem pretenção
sem tempo contado
sem nada pra fazer
só eu o abraço e você.

quarta-feira, setembro 26, 2007

todas as minhas musicas de cabeceira tem a vê com o que eu sinto
Você sempre surge em minha mente, sempre você e ninguém mais
É de você que eu me lembro, sempre você e ninguém mais
....e ninguém mais... ...e ninguém mais.

domingo, setembro 23, 2007

ele só olhou pra mim.
e não consigo esquecer o olhar e nem o abraço.
mas eram só olhares.

segunda-feira, setembro 17, 2007

minha vida inteira é meu dia inteiro.
o tempo tem me pregado peças.
eu troco o tempo o tempo inteiro.
por que ele some sem deixar rastro e me dá uma impressão de que posso tudo a qualquer hora.
outras vezes de que não posso fazer nada por causa de sua confusão.
atemporal! minha vida inteira é meu dia inteiro.

quarta-feira, setembro 12, 2007

o auto da mnha dor.

Aqui do auto da minha da minha dor, penso que as coisas poderiam está bem melhor agora.
Todos os planos, vontades e afazeres vão por água abaixo.
Não consigo ser otimista a nada assim, minha visão negativa caiu sobre tudo.
Tudo parece ter ficado chato.
E fica martelando, martelando, martelando: as ressacas não deveriam existir em mim.

domingo, setembro 09, 2007

as pessoas só vêem aquilo que querem ver.
eu não falei nada disso que você pintou
só que nem me importa o que você pensa
na verdade tanto faz
pelo sim ou pelo não
mas nem tenho vontade mesmo com você
mas só pra tirar a dúvida
quando chegar a hora eu repito o que eu te escrevi.

quinta-feira, agosto 23, 2007


Durante alguns segundos vi um crepusculo muito bonito.

Não era o crepusculo dos ídolos mas, ainda assim era bonito.

Era tão bonitinho que só poderia se chamar CREPUSCULO.

Acho que todos os dias ele tava lá todo bonitão.

E eu passava pra lá e pra cá e não percebia nada.

Hoje sei lá por qual motivo vi um crepusculo de beleza repetida que chega até ser clichê em alguns escritos me provocou uma sensação boa de alegria, que sentimos quando nos deparamos com algo muito bonito.

Somente por alguns segundos, durante alguns passos era só CrEpUsCuLo.

segunda-feira, junho 18, 2007

pois zé.

- parece sufocante mas não é.
-
-ontem foi bom mas hoje não é.
-
-a chuva não importou mas hoje importa.
-
-só quero dançar nada mais.
-
-não vou porque não quero.
-
-uma vez e talvez nunca mais.
-
-não tem problema ser assim.
-
-vontade é coisa que dá e passa.
-
-vondade passa e volta.
-
-o que importa?
-
-não quero por isso não vou já disse.
-
-não quero porque não quero.
-
-não sei explicar simplesmante não deu vontade.
-
-vontade nasce aqui dentro.
-
-dentro não sei de onde.
-
-não sei como.
-
-eu não sou trabalhadora.
-
-eu fumo uma vezinha ou outra.
-
-eu bebo.
-
-eu quero dizer que trabalhar, não fumar e não beber não significa nada.
-
-pois zé.

terça-feira, junho 12, 2007

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=23292213

-oi quer ficar?
-não, só dançar
-a gente pode se conhecer melhor?
-não! quero só dançar.

quarta-feira, maio 30, 2007

no meio do caminho

No meio da avenida tem um trilho.
No trilho passa um trem.
Um trem que tem vagões
longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo;
Que passa devargazinho por causa do peso.
Geralmente as pessoas aqui sempre olham pra fora, mas dessa vez tod@s olhavam para o trem que tem vagões
longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo;
-ave maria não termina mais!
-uahuahuahuah
-imagina se fossem caminhões?aja caminhões!
-ninguém pode passar por causa do trem que tem vagões
longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo;
se o trem não tivesse vagões
longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo;
Acho que ninguém teria percebido o trilho, ficar parad@, a pressa e que no meio do caminho tinha um trem que tem vagões
longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo, longo.

segunda-feira, maio 14, 2007

diálogo entre rimbaud e verlaine.

Verlaine: O que você acha de minha esposa?
Rimbaud: Não sei. O que você acha dela?
Verlaine: Ela ainda é muito criança.
Rimbaud: Eu também.
Rimbaud: Esse seu último livro...
Verlaine: Sim...
Rimbaud: ...não é lá essas coisas.
Verlaine: Não está falando sério.
Rimbaud: Puro lixo pré-matrimonial.
Verlaine: Não. São poemas de amor. Muita gente gostou.
Rimbaud: Não passam de uma mentira.
Verlaine: Não são uma mentira, eu amo minha mulher.
Rimbaud: Amor... Verlaine: Sim.
Rimbaud: Isso não existe.
Verlaine: O que quer dizer?
Rimbaud: O que une as famílias e os casais, isto não é amor. É burrice, egoísmo, ou medo. O amor não existe.
Verlaine: Você está enganado.
Rimbaud: O interesse próprio existe, a união para proveitos pessoais existe, a complacência existe. Não o amor. O amor tem de ser reinventado.
Verlaine: Eu amo o corpo dela.
Rimbaud: Há outros corpos.
Verlaine: Não. Eu amo o corpo de Matilde.
Rimbaud: E a alma não?
Verlaine: Acho mais importante amar o corpo do que amar a alma, afinal a alma pode ser imortal. Terei muito tempo para a alma, enquanto a carne...
Verlaine: O que foi? É o meu amor pela carne que me mantém fiel.
Rimbaud: Fiel. O que quer dizer com isso?
Verlaine: Sou fiel a todos a quem amei. Se amei um dia, amarei para sempre...e quando estou sozinho à noite ou pela manhã, posso fechar meus olhos e celebrar a todos.
Rimbaud: Isto não é fidelidade. É nostalgia. Não espere fidelidade de mim.
Verlaine: Aaah... por que está tão azedo comigo?
Rimbaud: Porque você precisa disso.
Verlaine: Já não basta saber que amo você mais do que ninguém? E que sempre amarei? Rimbaud: Ah, cale essa boca, seu bêbado choramingas.
Verlaine: Diga que me ama.
Rimbaud: Ah, pelo amor de Deus.
Verlaine: Por favor, é importante para mim, diga...
Rimbaud: Você sabe que gosto de você.
Verlaine: Fiz umas compras hoje de manhã. Comprei um revólver.
Rimbaud: E pra quê?
Verlaine: Para você, para mim, para todos.
Rimbaud: Espero que tenha comprado munição suficiente pra todo mundo.

quinta-feira, abril 26, 2007

_aew fazendo moda hein micinete!?
_eu não, tá doida!!!!kkkkkkkk
(moda é aquilo que se repete, ou seja é aquilo que todo mundo tá usando, se de repente todo mundo passasse a usar as minhas eu não usaria mais as minhas roupas, detesto moda!)

segunda-feira, abril 16, 2007

c.a serve pra fazer calouradas e p.m.f. serve pra fazer festas em datas comemorativas.

sexta-feira, abril 06, 2007

estou feliz
muito feliz
sua infelicidade não me atinge.
não me incomoda.
não me sinto culpada pela sua dor
não é problema meu.
isso é um problema sexual seu.
tô nem aí.
feliz!
mui feliz.

sexta-feira, março 30, 2007


eu só falo coisas boas de tu.

se tiver falado coisas ruins eu não vou brigar nem nada

ninguém é obrigado a ser um big brother!

quinta-feira, março 22, 2007

fascismo de armário.


viado!

ó viado não, homessexual.

pq eles podem chamar uns aos outros de viado e eu não?

e qual a diferença de dizer viado e homossexual?

ainda mais homossexual é um palavrão gasta mais tempo pra dizer.

e piada com homossexual nem tem graça!

imagina alguém contando uma piada dizendo todo tempo homossexual, mó páia!

e por acaso eu vou deixar de ser homofóbica só em dizer a palavra homossexual?

por que as pessoas que vão ficar ofendida são aquelas que tem alguma coisa pra esconder.

as pessoas que agem tão defensivamente são sempre as pessoas que são fascitas enrustidas.

que educação o carái di azo!

era pra ser só uma brincadeira.

é vamos entrar no movimento pra defender os gays e de quê mesmos eles precisam de proteção?

por acaso viado tá em extinção?

quem tá tratando eles como coitadinho agora?

os caras que são gays nem ligam pra essa besteirada toda.

conheço um bocado e eles nem ligam!

se alguém agem com preconceito com eles eles mandam ir se fuder e cabou-se!

vocês é ficam nessa ladainha eterna!

os caras não se setem mal por que são gays, vocês é que parece que não gostam!

ou então estão no armário!

porra meu, então simplesmente chame a pessoa pelo nome mas não ache agora que você é menos preconceituoso do que eu só por que fala homossexual ao invés de dizer viado ou baitola.

ainda mais me dou super bem com os caras que também gostam de caras!

e eu simplesmente chamo eles pelo seu nome não fico me lembrando que eles são gays o tempo todo, pra mim é só fulano.

era só brincadeira e você atrapalhou toda minha piada por causa do seu discursinho que vai salvar o mundo.

merda, aprenda a rir um pouquinho!

segunda-feira, março 19, 2007

mate- me por favor volume dois


Danny Fields :quando você mistura nazismo com cores fluorescentes, é ainda mais loucura produzida pelo o homem(...). mas também gosto do jeito que as pessoas reagem às pinturas suástica - as pessoas piram. As pinturas são um detector de názi enrustido, por que as pessoas que vão ficar ofendidas são aquelas que têm alguma coisa pra esconder. As pessoas que agem tão na defensiva são sempre as que são facistas enrustidas. É por isso que as pinturas são tão lindas - elas revelam você.

quinta-feira, março 15, 2007

patti smith


como uma garota masculina pode ser tão linda?

ela era uma poetiza que se inspirava como os poetas.
as mulheres são mais lindas e acho que elas gostam quando as outras percebem isso.

por mais largadas ou feministas que elas sejam não deixam ser fêmeas.

são fêmeas umas com as outras, fêmeas prontas para os machos.

uma garota masculina pode amar uma menina mas prefere o macho.

essa era a sua vantagem podia ser mulherzinha com as outras e fêmea com os machos.

não quer ser uma mulherzinha deles.

(exigem mulherzinhas)

o bom seria se quisessem fêmeas.

é tão chato essa coisa de ser mulherzinha o tempo todo.

é um saco!

um saco bem grande, bem pesado e bem cheio.

um saco!!!

uma puta que pariu!!!

um filho da puta!!!

um vai tomar no cu!!!

um vai cagar rodando!!!

um vai te fuder!!!

uma porra!!!

uma porcaria!!!

um vá pra merda!!!

um caralho!!!

uma que droga!!!

uma língua bem dada!!!

um cotoco bem no meio da sua cara!!!

enfim...

ser mulherzinha de vez em quando até que é legal mas direto nã(!) é chato mesmo.

bom eu não vou dizer tudo outra vez por que não lembro mais palavrões que eu diria.

acho que só falo esses mesmo.

e tudo acaba na beleza de uma garota-masculina-punk-poetiza-doce-agressiva.

acaba no jeito dela de ser parecida com rimbaud.

bonito e maldito.


terça-feira, março 13, 2007

falta.


as goiabeiras

o irmão

o primo

a goiaba

a queda

a barulheira

o quintal

não existe mais!!!
outras
o quintal
a pequena goiabeira
as goiabas
e a prima
de novo
tudo novo.

domingo, março 11, 2007

o que tem a vê?

toda vez que se faz um novo movimento é tão empolgante
mas depois é tão burocrático que não dá mais vontade
talvez criar um movimento toda vez seria legal
fazer...
fazer...
reunião...
reunião...
algumas pessoas são tão empolgantes...
reticências...
reticências...
ter um emprego de verdade seria o maior saco da repetição,
a ideologia da esquerda parece a inveja da direita,
o revolucionário de hoje parece o frustado de ontem,
pra encerrar mate-me por favor por que eu deveria tá piaget.

não!
quando uma florzinha morre perto de você dá mais vontade de viver aqui e não em outro mundo porra então possa desabafar viva ou morra!!!!!!

domingo, março 04, 2007

o tempo de não fazer nada acabou...


quando a gente não tem nada pra fazer a gente faz muita coisa que é considerado não fazer nada

a gente lê aquele livro que já tava afim de lê a um tempim mais não tinha tempo por que fazia alguma coisa

a gente escuta aquele cd que você já conhece de có de tanto escutar

a gente até escreve pequenos pensamentos do dia que passou sem fazer nada

rebola conversa no mato por que tá sem nada pra fazer

joga paciência

a gente a corda bem tarde e dorme bem cedo da manhã por que você sabe que não tem nada pra fazer mesmo

e aí você pensa que ajudou a destruir um trauma mas não consegue acabar com os seus

e arruma suas coisas que já tão bagunçada sabe se lá desde quando

e descobre que você tem muita coisa pra lê ainda

dá vontade de escrever um monte de coisinha pra ninguém lê

dá vontade de fazer um monte de coisinha

e você acaba descobrindo que tem um monte de coisinha pra fazer a muito tempo

mas não fez quando não tinha nada pra fazer

e agora que você vai fazer alguma coisa

não vai ter tempo pra fazer as coisinhas.

mas enfim acho que ainda vou continuar não fazendo nada como se diz

como a minha mãezinha diz não faz nada a não ser estudar,

ou então quando ela diz não tão orgulhosa

não faz nada e ainda não quer estuda quase berrando pra eu acordar mais cedo

por que agora vai começar tudo de novo

e eu já inventei um monte de coisa pra fazer

e eu vou ter que espremer o meu tempo pra poder fazer o que a minha mãe considera alguma coisa.




domingo, fevereiro 25, 2007

a crueldade pode ser engraçada.

não é o politicamente correto que é engraçado
e sim a crueldade
aliás o que você de chama de crueldade eu acho engraçado!!!
não posso conter meu riso
nem você
"sabendo que o controle não é meu nem seu".

sexta-feira, fevereiro 23, 2007

eu e barata


eu e a barata sozinhas.

ela olhando pra mim com aquelas ateninhas de chapolin colorado detectando perigo

e eu torcendo pra ela não ser ao menos ser voadora, que ela vá embora.

ela finalmente vai embora.

(as três da manhã)...

eu querendo dormir e a barata volta outra vez

eu levanto da cama

fico em pé num canto de parede olhando a barata pra vê se ela vai embora novamente

e dessa vez de vez.

mas ela não vai.

e o que é pior acabo descobrindo que ela é voadora.

como os grandes vilões ela é voadora.

e agora????

eu não consigo matar a barata.

não posso dormir em outro canto.

ái a barata resolveu treinar vôos bem na hora que eu ia dormir!!

eu podia lê em outro canto até ela ir embora.

ou acordar a minha mãe.

ou quem sabe matá-la.

eu odiaria ter que matá-la.

não!!!!!!!!!!!!!!

é o jeito vou ter que matar a pobre baratinha.

se eu não matá-la não vou poder dormir,

pego a minha a arma secreta e parto em direção a ela

ela se prepara pra mais um vôo rasante

mas eu sou mais rápida e mato a barata.

assassinei a barata.

cometi meu primeiro assassinato de baratas.

espero que seja único.

sábado, fevereiro 17, 2007

sei lá...


eu queria muito escrever alguma coisa bem legal

ou quem sabe alguma coisa bem besteira que fizesse as pessoas achar graça

mas eu não sei mais o que escrever

eu sempre escrevi aqui por que sempre achei que ninguém lesse mesmo

é como se fosse um cantim meu

que ninguém olha

mas acho que álguém lê.

quando eu tô andando sozinha

eu fico tipo pensando em coisas

e fico pensando legal se escrevesse sobre isso

mas quando chega aqui eu não lembro

eu nem lembro de lembrar

eu até pensei em lembrar agora

mas eu só tenho 3 min.

então é melhor eu achar uma imagem e ir embora...

sexta-feira, fevereiro 16, 2007

blog sim e daí?


um dia desses eu escutei de novo o velho problema dos blogs

de que hoje em dia os jovens não gostam mais de lê por causa da internet,

de que a escrita tinha sido banalizada por que hoje em dia todo mundo tem seu blog

seu flog, fotologs etc e tal,

de que hoje em dia todo mundo escreve o que dé na telha

e que o povo que escreve em blog escreve tudo errado.

quem escreve errado

não pode escrever errado também fora dos blogs não?

e por que esse medo todo de todo mundo poder escrever o que dé na telha?

de qualquer forma o povo sempre escreveu o que desse na telha

sei lá!

tem blogs bestões mesmo.

mas tem blogs muito bons.

assim como tem livros bestões e livros bons.

a diferença é que não é qualquer um que escreve livro

é só quem tem grana

e não é qualquer um que vende mesmo

é só quem tem mídia.

se o medo é de vender menos ainda os livros

tudo bem.

mas Ô desculpinha esfarrapada viu?!

de que tava preocupada com a escrita e a leitura.

inventa outra querida.

sábado, fevereiro 03, 2007


ontem escutei um diálogo de meninos:
_ o que será que ele tem que só pega menina bonita?!
_é mesmo né macho?, um cara feio que nem eu!!!
_ é mesmo fêi que só!
_kkkkkkkkkkkkkk


aí escutei uma frase da garota antartica que deu certim...

_os homens gostam do que vêem e as mulheres gostam do que ouvem!

mas é claro que depende de quem vê e de quem ouve né?
as veses é o contrário...depende da previsão do tempo!

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

as desgraças acontecem sem a gente perceber
ou melhor a gente sempre acha que nunca vai acontecer com você
e quando acontece
que só acontece com você
merda!!!!!!!!! t.p.m.

segunda-feira, janeiro 29, 2007

falando nisso...

essa música não combina muito comigo
mas agora combina com a gente
eu gosto desse seu jeitinho quando fala
gosto quando você fala muito
gosto de escutar suas histórias
por mais absurdas que sejam
por mais engraçadas que sejam
não tem jeito eu gosto
a culpa não é minha
eu gosto muito
gosto mesmo de você
mesmo que depois de eu rir do que você me disse
e você não goste mais de mim
ainda sim continuo gostando de você
geralmente eu sempre quebro a cara
eu me iludo eu me fodo
mas não tenho medo de gostar
nem de dizer que gosto
no nosso próximo capitulo
se tiver um próximo
a mocinha diz tudo o que sente ao mocinho...





Fala
Los Hermanos

Eu não sei dizer nada por dizer
Então eu escuto
Se você disser tudo o que quiser
Então eu escuto

Fala
Lalalalalalalalalá
Fala

Se eu não entender, não vou responder
Então eu escuto
Eu só vou falar na hora de falar
Então eu escuto

Fala

domingo, janeiro 28, 2007

quem sabe?

vamos
andando
não
se
preocupe
com
o
restante
da
estrada
por que
eu
não
sei
por
enquanto
estamos
caminhando
juntos!

quinta-feira, janeiro 18, 2007

tudo começou por causa dele...

Amar!
Florbela Espanca

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar!Amar!E não amar ninguém!

Recordar?Esquecer?Indiferente!...
Prender ou desprender?É mal?É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

segunda-feira, janeiro 15, 2007

abraço!!!
aço!!!
abra!!!
braço!!!
abraço!!!

sábado, janeiro 13, 2007

não sei...


gostaria de está mais lucida
pra segurar melhor a tua mão
mas agora não dá mais
por que tudo mudou muito desde então
eu já não sou a mesma
eu ainda não te conheço
como antes não conhecia
mas isso nem importa
mas eu lembro das sensações que eu senti
ainda consigo sentir quando penso nisso
eu falei de mais?
é um bom sinal
é sinal que gosto de você
não consigo falar com todo mundo tanto
mas falo com todo mundo
o que eu posso dizer
foi tudo tão bom
antes durante e depois
talvez a minha vontade louca de cumprir meu instinto
tenha enchido seu saco
mas eu sou assim
exagerada as vezes
não dá pra controlar
eu te disse que agora tudo é possivel?
se eu não disse tô dizendo agora
mas não se assusta não!
por que eu posso fazer um monte de coisa anti convencionais
mas sou uma boa menina.

à alguém desconhecido.
á você que tá lendo.
é pra você mesmo tudo isso acima.

beijo.

quarta-feira, janeiro 10, 2007

o meu eterno devir


aconteceu de novo ontem eu nem acredito que aconteceu de novo
depois de tantas vezes eu não consigo aprender
mesmo depois de ter quebrado a cara várias vezes
eu ainda vou
sempre penso essa vez vai dá certo
e ela tá sempre comigo
mas ontem valeu a pena insistir
fazer tudo de novo
por que conheci algo novo em mim
simplesmente algo extranho e bom
como um vicio que sei lá
me dá vontade de fazer de novo
mas é algo do acaso
essas coisas não são programadas
mas eu gostei mesmo dando tudo errado
acabou dando certo
amei o andarilho
amei você incerto
nunca mais vou te ver
mas agora vou me v.

domingo, janeiro 07, 2007

as primeira menina é a punição


como seria o amor antes do nascimento do mundo? não existia. como não existia? nada precede ao nascimento do mundo. não precede por quê? por que não tinha com quem partilhá-lo. o amor começa com adão e eva. e você quer que eu acredite nisso?

Como seria o amor antes do nascimento do mundo? (...) uma merda, uma merda, uma merda...continuava sendo uma merda. talvez tivesse razão em querer saber essas coisas. afinal, não seriam tão absurdas. podia haver, antes do nascimento do mundo, o amor sobrenatural, igual aos que os mortos nos transmitem. estar vivo ou morto é sempre um mistério. uma questão de dimensão.

josé alcides pinto.