segunda-feira, agosto 25, 2008

só para loucos


Uma coisa que eu tenho pensado ultimamente. tudo deveria ser só para loucos assim seria proibido proibir. eu penso que a doideira é a máxima de ser realista e pedir o impossovel. Já que a caretisse tem tantas regrinhas bestas. regras bestas porque são coisas que os caretas não fazem porque Deus castiga ou alguma coisa do tipo. eu nem entro em discussão com a minha mãe do porque eu leio. porque ela nunca leu então ela nem sabe do que eu tô falando. por mais que eu explique. por mais que eu diga, por mais que eu replique não adianta. a fé fala mais alto. a fé de que num sei quem mais um monte de gente disse que lê faz mal. aí ninguém procura saber ao certo. simplesmente dizem não. só para loucos dizem por que não.

terça-feira, agosto 19, 2008

Os opostos se atraem. Jura!


Há algum tempo atrás eduardo era um adolescente e mônica também. Enquanto mônica namorava um maconheiro aviãozinho. eduardo se achava um cara mal porque andava de boné. aos doze mônica bebeu seu primeiro porre, aos 13 fumou seu primeiro baseado e sem contar que aos onze já brincava de fumar nos banheiros da escola. e aos quatorze deu sua primeira trepada sem graça. Já eduardo lutava pra consegui uma namorada. Um dia eduardo sem querer querendo se esbarra com mônica e pedi pra ficar com ela, mônica nem se quer olhou pra eduardo. Um dia mônica quer se vingar de arlequim e vai até eduardo e aceita ficar com ele. Eduardo nem beijar sabia ainda mas mônica nem ligou por que só pensava em vingança. Uma década se passa mônica fumou muito maconha, bebeu muita cachaça, conheceu muita gente pirada, sexo dionísiacos com qualquer um, um pé na bunda do arlequim. Eduardo arrumou um emprego, ficou noivo, bebe uma cervejinha e dá umas trepadas apolínias. Depois de uma década eles ficam novamente, mas a monica viu que os oposto se destraem, e as afinidades é que realmente se atraem.