quarta-feira, março 11, 2009

- fita meus olhos lua cheia?


ontem quando ele tava se pondo. quase não deu pra vê-lo. eu já tava procurando ela. e

direpente eu a vejo assim quase de surpresa. linda meia amarelona quase rosada. tão linda, tão linda que dava pra comê-la. comer ela de uma vez, de verdade, di cum força da delicadeza. sei não. sei nem porque digo todas essas coisas. era só pra te dizer que ela tava linda. quase que num meio de um circulo gentil, bem no meio mesmo tinha fogueira a muito custo. a fogueira não tava com muita coragem de se ascender. aí ficava timidazinha bem na dela. só sendo olhada por ela. que por sinal queria dizer de novo que tava muito bonita. poizé no meio dessa rodona tinha conversa. tinha apertos de mão. tinha uns tambor. tinha um deus chamado Narg Elê. altivo sendo abraçado e beijado por todos. pra depois nascer uma roda que tinha uma cartola bonita e preta. com cantorias lindas. vem depois um violão solitário de um olhar. mas não esse olhar só pensava nela que tava cada vez mais bonita. É assim que fortaleza as vezes se reune tão longe de Fortaleza. bem lonjão mesmo. sendo picada. mas sem parar de olhar pra ela. inventa e reinventa espaços de gentes que se abraçam que se tocam nuns tambor. sem ligar pro tempo. pra no amanhecer ter um tempo de chuva e se molhar com ela. lembrando que ontem só fitava ela. só olhava ela. embriagada da sua beleza. Hoje ainda vi sim ela. mais bonita. dessa vez ela me olhou. ela a lua, lembra?

quarta-feira, março 04, 2009

dá uma olhadinha que é massa.




simplesm
ente suas animações são como pinturas a dedo
no céu.