sexta-feira, maio 20, 2011

O ciclo seco da lua ou a fêmea cheia no céu.


O buliçoso da pupila ou o sangramento dos poros; O sequelamento dos sentidos ou o eterno retorno da menorréia; O não berramento ou o frankstein da alma; O suportamento da dor dos ciclos chuvosos ou pernas peitos barrigas ancas e cabeças arrancadas; O ruminamento da capa do disco do pink floyd ou a bad tripp de um desejo; A buniteza da lua apontada pelo mouse ou o cheiro de uma florzinha branca; O abraçamento de ser mulher dos tempo da menarca ou um chazinho de saquinho com sabor de absorvente sorvido.

Nenhum comentário: